Edições Natureza © - Todos os direitos reservados. 2.003 - 2.015                                                       

 

 

Hortaliças na Medicina Alternativa

 
 

 

ABÓBORA  Cucurbita Pepo          ORIGEM:  América Central

USO TERAPÊUTICO:  

Polpa crua ou cozida, serve para preparar cataplasmas emolientes que se aplicam sobre queimaduras do primeiro grau e sobre inflamações externas e  furúnculos e hemorroidas com aplicação local de 2 a 3 horas.

Artrite e gota- Uma xícara do suco da abóbora crua 1 hora antes do almoço.

SEMENTES:  As sementes verdes são empregadas pelos homeopatas contra as nálseas depois das refeições e contra o vômito no periudo da gravidez.   

ALCACHOFRA  Cynara Scolymus          ORIGEM:  

USO TERAPÊUTICO:  

A CINARINA é responsável pelo seu alto poder de digestibilidade.

Ajuda na eliminação de toxinas quer por via intestinal ou renal. Comer no almoço alcachofra com alho, cebola e limão, durante um tempo máximo de 10 dias é poderoso aliado contra a sífilis.

O caldo de alcachofra cozida (levemente aquecido) e usado para tosse.

 

 AGRIÃO  Nasturtium Officinale          ORIGEM:  

 
USO TERAPÊUTICO:  O ISOTICIONATO DE ALILO - responsável pelo cheiro característico do vegetal é estimulante da produção de bile e suco gástrico.
Tem 5 vezes mais ferro do que a couve, e mesmo sobre o espinafre, o agrião leva vantagem pela maior quantidade de ferro que encerra.
O agrião encerra inúmeras propriedades medicinais, mais nenhuma se destaca tanto como o títolo de EXPECTORANTE.
 

 

 ALFACE  Lactuta Sativa     ORIGEM:

 

USO TERAPÊUTICO:

A LACTUCINA atua de maneira hipinótica contra enfermidades nervosas. É um calmante de primeira ordem.

Insônia - basta tomar 1 xícara do suco liquidificado 30 minutos antes de deitar.

 

 

 ALHO   Allium Sativum       ORIGEM:

USO TERAPÊUTICO:  

A ALICINA princípio antibacteriano sulfuroso indicado no combate às doenças cônicas infecciosas. Sua ação antitumoral também é comprovada.

No tratamento das afecções das vias respiratórias (anginas, catarros, etc...)  

 BATATA-INGLESA      Solanum Tuberosum   ORIGEM:   

    USO TERAPÊUTICO:

    A SOLANINA é enzima inibidora dos ácidos estomacais. Esta substância confere à batata-inglesa princípios antiulcerativos e analgésicos.

     Para as úlceras gátricas, tome uma xicara do suco da batata crua, 1 hora antes das refeições.

 

 BERINJELA  Solanum Melongena            ORIGEM: Região do Cáucaso; Europa

    USO TERAPÊUTICO: Tem a virtude de diminuir o colesterol e reduzir a ação das gorduras sobre o fígado, o suco dos frutos é bom diurético. A berinjela, é muito recomendada na artrite.... Também dá bons resultados na gota e no reumatismo, bem como na diabete e nas inflamações da pele em geral. É muito digestiva, nutritiva e laxante, se aconselha na desnutrição, nas indigestões e na prisão de ventre.

 

 BETERRABA   Beta Vulgaris          ORIGEM:  

USO TERAPÊUTICO:

O ácido glutárico composto de um aminoácido chamado lisina, é importante na formação de anticorpos e na recuperação de doenças infecciosas.

 BRÓCOLIS  Prunus Cerasus            ORIGEM:

    USO TERAPÊUTICO: As DITIOLTIONAS são protetoras das células, sua característica principal é a de aumentar a quantidade de enzimas junto a esses pequenos "tijolos" formadores do corpo.

    SULFORAFENOS são defensores das células, combatem as deformações celulares que ocorrem no estômago, intestinos e mamas

    ( inclusive os diferente tipos de câncer).

 CENOURA  Daucus Carota        ORIGEM:

    USO TERAPÊUTICO:

    O CAROTENO (pró-vitamina A) hidrocarboneto nescessário à percepção visual e ao complexo epitelial do corpo. É também anticancerígeno.

    Pingar o suco de cenoura 2 vezes ao dia é excelente para conjuntivite.

 

 CEBOLA  Allium Cepa    ORIGEM:

USO TERAPÊUTICO: O ÁCIDO SULFUROSO DE ALILO presente também no alho, é um poderoso bactericida e anti-séptco. É o principal responsável por um dos valores trofoterápicos mais conhecidos da cebola ANTIBIÓTICO NATURAL.

GLUCOQUININA é tida como insulina vegetal, portanto em suco com outras hortaliças ou ao natural, controla os diabetes.

 COUVE  Brassica                 ORIGEM:

USO TERAPÊUTICO: Contém numerosos óleos consistentes e enxofrados que estimulam o apetite e reforçam as secreções das glândulas, especialmente no tubo gastrintestinal. As formas de cultivo mais comuns são a couve portuguesa, a couve galega, a couve lombarda, a couve crespa ou de Sabóia, a couve de Bruxelas, a couve-rábano, a couve-flor, o repolho, os brócolos, os nabos e as nabiças.

 COUVE FLOR  Brassica oleracea                ORIGEM:

USO TERAPÊUTICO: O IODO na couve é um mineral nescessário ao bom funcionamento da tireóide e, por consequência, imprescidível à inteligência.

O suco de couve é um poderoso aliado no combate ao alcoolismo.

Nas cólicas menstruais, tomar 1 xícara do suco 1 hora antes das refeições.

 DENTE DE LEÃO      Taxacum Officinale   ORIGEM:   

Folhas novas dão uma salada muito agradável, de efeito depurativo do sangue. Tanto a salada como o suco das folhas são outrossim, um bom remédio contra as enfermidades do fígado, especialmente contra a icterícia.

 PEPINO  Cucumis Sativus                     ORIGEM:

    USO TERAPÊUTICO: O suco da fruta é febrífugo excelente. Usa-se contra toda classe de febres. As folhas amassadas têm aplicação externa contra picadas venenosas, embora não substituam os antídotos convencionais.

    As flores podem ser comidas como salada.

 

 REPOLHO  Brassica Olaracea Capilata     ORIGEM:

    USO TERAPÊUTICO: O repolho é uma espécie de couve com as folhas enoveladas, parecendo um globo. Empregavam-no interna e externamente como abstergente, e, em forma de cataplasmas, no tratamento de erisipela.

    A água do repolho é ótima para curar as enfermidades do estômago, as úlceras internas e as hemorróidas.

 SALSA  Petroselium Sativum      ORIGEM:

    USO TERAPÊUTICO: A salsa é uma planta muito usada em temperos culinários. A salsa goza de propriedades diuréticas, emanagogas, carminatvias, febrífugas, estomáquicas, aperitivas, estimulantes, nervinas, resolutivas, vuneráveis, depurativas, expectorantes. O suco das folhas encerra qualidades Para combater as febres palúdicas, usa-se o suco das folhas e dos talos.



Medicina Alternativa®