Edições Natureza © - Todos os direitos reservados. 2.003 - 2.015

 

 

       Geoterapia -Tratamento com Argila

 

 

 

 
A aplicação de argila, combate "febres internas" e inflamações.
Em máscaras faciais, é empregadas na limpeza profunda da pele, agindo como um dos melhores cosméticos naturais.
Inúmeros pesquisadores da ciência médica, fizeram uso dos efeitos geoterápicos encontrados no solo. Entre eles, o próprio "pai da medicina" - Hipócrates - combateu várias doenças degenerativas, entre elas o temível câncer, com recursos geoterápicos.
Recentemente os vietnamitas fizeram uso de suas propriedades medicamentosas contra queimaduras por ocasião da famosa guerra entre vietnã do sul e Norte.
     Efeitos  principais
  Permutação - permite a troca de energia dos minerais com a parte afetada.
  Equilíbrio Térmico - regulariza a temperatura do órgão enfermo uniformizando a irrigação sanguínea.
  Ação Anti-radioativa - anula os efeitos maléficos promovidos pelas radioatividades solares e eletroféricas, mesmo em decorrência da diminuição da camada de ôzonio. Atua também contra resíduos nucleares provenientes de explosões minerais. Entre os metais produtores de efeitos nucleares encontra-se o estrôncio, de número atômico 38, cujos efeitos colaterais são combatidos pela aplicação de argila
  Uso Medicinal Externo
Podemos empregá-la externamente em forma de cataplasmas, enfaixamentos, fricções e banhos de lama, com as seguintes funções farmacodinâmicas: antitumoral, anti-séptica, anti-reumática, antiinfecciosa, cicatrizante, emoliente, vitalizante, refrescante, aperiente, anti-risêmica (contra as rugas) etc. Em sua preparação adicionam-se água e cebola ralada, ou mel, ou repolho (de acordo com sua aplicação medicamentosa).A espessura do "barro" sobre a parte afetada deve corresponder a 1 ou 2 cm, e o tempo de uso pode variar de 2 a 3 horas. A higiene pessoal após um tratamento geoterápico deve ser realizada de preferência com água fria, o que complementa sua ação antifebril.
Importante:
não é aconselhado seu emprego acima do tempo especificado, pois devido ao processo de absorção epitelial (perspiratio insensibilis), as toxinas retiradas podem ser reabsorvidas. No baixo-ventre e estômago, nestas partes do corpo a argila atua como antitérmica, eliminando as substâncias tóxicas originadas pelos processos fermentativos. É revitalizante do sistema digestivo.
No peito
 
Age como expectorante nos casos de asma e bronquite. Promove também o descongestionamento do aparelho respiratório nos casos de pneumonia e tuberculose. Em regiões frias esta cataplasma deve ser aplicada quente a fim de não proporcionar crises dispnéicas nos enfermos.

Nos rins

 

 

Aplica-se contra inflamações nefríticas e nas irritações provenientes dos cálculos renais.

 
   
 
 
  Na região anal e vaginal
 
São aplicadas em forma de "T" no combate às hemorróidas e doenças dos aparelhos genitais feminino e masculino.Nestes locais a argila deve ser colocada com gaze de tamanho médio, preferindo-se não colocá-la diretamente sobre a pele, quando o doente for do sexo feminino.
Nas costas e colunas
 
.

Contra as inflamações neuromusculares gerais, especialmente nas regiões lombo-dorsais

 
   
Na cabeça
Deve-se fazer um invólucro no local com o auxílio de uma faixa. Seu uso é importante nos distúrbios cerebrais e do sistema nervoso. É muito útil contra epilepsia e convulsões em geral
Sobre o coração
Serve como cardiotônica. Os cuidados descritos na cataplasma da região peitoral devem ser mantidos neste tratamento. Se o paciente não se adaptar ao tratamento, pode-se transferir a aplicação à área do baixo-ventre.
 

 

 



Medicina Alternativa®